Insatisfeito com site da sua empresa?

Segundo Jaime Jimenez, diretor de marketing da BaseKit – a agência inglesa que encomendou a pesquisa, em um universo de 500 empresas consultadas 84% dos empreendedores estão insatisfeitos com site da empresa.

A pesquisa, que ouviu 500 donos de empresas e foi conduzida pela Opinium Research no mês de abril, também identificou que mais de 50% dos empreendedores afirmam ter dificuldades para acompanhar as evoluções tecnológicas. O principal vilão dos empresários diz respeito à adaptação de conteúdos para e-commerce, celulares e tablets.

“Apesar do cenário atual positivo na economia brasileira, que tem colaborado para que empresas possam incorporar novas tecnologias aos seus websites, pela nossa experiência tudo indica que a maioria das PMEs no Brasil esteja seguindo esta mesma tendência”, diz Jimenez, que conta com 11 mil clientes ativo por aqui.

Para auxiliar o dono de empresa brasileiro a montar um site mais eficaz, o executivo preparou uma lista com cinco dicas. Confira.

Layout e conteúdo atraentes
Com o volume de informações disponibilizadas diariamente na internet, usuários passam cada vez menos tempo em uma mesma página. Portanto, para montar um “site campeão”, a regra, afirma o especialista, é priorizar o layout clean e atraente. “Lembre-se de que a linguagem da internet é diferenciada e tente ser conciso, dando prioridade para as informações principais na sua página inicial. Sites poluídos, com excesso de informações, são geralmente abandonados por usuários em uma fração de segundos”, destaca.

Foco no usuário
Quando se trata de criação de websites, a experiência do usuário deve vir em primeiro lugar. É muito importante que o site tenha imagens leves, que as páginas sejam carregadas rapidamente em qualquer dispositivo e que o endereço apareça em buscadores como o Google, pois tudo isso melhora a experiência do usuário. “Sites em Flash, por exemplo, não são compatíveis com dispositivos móveis, monitorados por sites de busca e demoram muito para carregar. Portanto, a melhor solução é desenvolver o seu site em HTML5.”

Navegação intuitiva
O endereço virtual da empresa deve seguir a tônica da intuição. Em outras palavras, a página deve ser organizada, apresentando as informações de maneira lógica para que o usuário possa navegar no site com facilidade.

Atualização constante
Segundo Jaime Jimenez, da BaseKit, é importante atualizar a página constantemente. “Um site com informações desatualizadas transmite uma imagem de abandono, o que não é positivo para a reputação da sua empresa”, explica.

Integração com redes sociais e Google Maps
Para Jimenez, hoje em dia, consumidores esperam que qualquer pequena empresa esteja presente em redes sociais como o Facebook e o Twitter. “Alguns clientes até preferem utilizar estas plataformas para entrar em contato com a empresa”, afirma. Também é importante ter um mapa no site, destaca o especialista, para que os clientes possam chegar às lojas ou escritório facilmente.

Por RENATO JAKITAS, ESTADÃO PME

Os ‘Nostradamus’ do Marketing Social

Como o marketing social pode construir um exército de clientes fiéis para o seu negócio

Em 1976, muito antes das redes sociais, da Internet e dos computadores nas casas, três caras inteligentes chamados John Short, Edryn Williams and Bruce Christie teorizaram o impacto da presença social e da forma como nos relacionaríamos uns com os outros… Essa filosofia é uma perspectiva importante para considerar quando estiver conversando com seu público através de seus esforços de marketing, especialmente porque estamos todos agora socialmente conectados também na Internet.

Simplificando, a Teoria da Presença Social, é a capacidade de uso não-pessoal de comunicação (marketing) para criar e promover um relacionamento, algo assim como quando duas pessoas (o representante da empresa e o cliente) em uma loja, juntos conversando e forjando um relacionamento com o outro. A conversa é guiada por perguntas de seus clientes, reações e expressões. Quanto maior o nível de presença social, mais confiança e profundidade da compreensão cada parte tem um com o outro. E isso se traduz em clientes fiéis.

E se você pudesse ter a mesma interação pessoal ‘face-a-face’ – como a que ocorre em uma loja todos os dias – e canalizar o mesmo nível de confiança e simpatia para centenas, milhares e até dezenas de milhares de pessoas nas redes sociais?

Jovens – Influências e Tendências

O filme ‘We All Want to Be Young’ (Todos nós queremos ser jovens) é o resultado de diversos estudos realizados pela BOX1824 nos últimos 5 anos. A BOX1824 é uma empresa de pesquisa especializada em tendências de comportamento e consumo.

*Fundada pelos publicitários Rony Rodrigues e João Paulo Cavalcanti, a Box 1824 é uma agência especializada em pesquisa e mapeamento de tendências em todo o planeta. A cartela de clientes impressiona: Nokia, Unilever, Fiat, Grendene e a gigante de alimentos Pepsico são apenas algumas das empresas que já usufruem dos serviços da Box.

Pesquisadores espalhados nos quatro continentes formam bases de dados que servem para detectar os rumos de comportamento e de consumo num futuro próximo, o que, invariavelmente, determina ações de mercado das marcas em questão.

Como o próprio nome indica, os jovens de 18 a 24 anos são o principal objeto de estudo, visto que são eles os que mais influenciam a sociedade de consumo, publicidade e marketing. Além de serem um público-alvo estratégico no presente, serão os grandes consumidores do futuro. Enfim, é um trabalho fascinante esse da Box e, se você é jovem ou se interessa pelo comportamento da juventude ao longo das décadas, precisa separar dez minutos do seu dia e assistir ao vídeo abaixo, que é fruto do trabalho de pesquisas da agência nos últimos cinco anos. (Vogue Brasil)*

Este filme possui licença aberta pelo Creative Commons.
Roteiro e direção: Lena Maciel, Lucas Liedke e Rony Rodrigues.
Agradecimento:
Zeppelin Filmes
box1824.com.br